.posts recentes

. UM PEQUENO GRANDE AMOR

. DIARIO da tua ausência

. Amar Depois de Amar-te

. LEITURA

. Juri

. porquê este nome...

. RVCC

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

UM PEQUENO GRANDE AMOR

O amor por um filho não é fácil de descrever. Sente-se todos os dias. Mesmo quando a vida nos prega partidas, quando os casamentos se desfazem, quando estamos cansados e nada parece fazer sentido, Há sempre um pequeno grande amor que fala mais alto.

 

Depois do estrondoso sucesso de Amar Depois de Amar-te, com mais de 80 mil exemplares vendidos em Portugal, Fátima Lopes regressa à escrita com um segundo romance onde conta a história de Gonçalo e Estela, duas crianças que têm em comum serem filhas de pais divorciados.

 

Nada apontava para o fim daquele casamento. Margarida, com um bebé de meses nos braços, apaixona-se e decide separar-se. Com o divórcio, vêm as ameaças e as chantagens. É neste ambiente que cresce Gonçalo, protegido pelo amor de uma mãe disposta a tudo para garantir a felicidade do filho.

Estela não está nas prioridades da mãe, ocupada entre o trabalho e as amigas. Foi o pai que lhe mudou as fraldas e a embalou nas noites agitadas. Com o divórcio, este pai não desiste de acompanhar a filha em todos os grandes passos da sua vida.

 

Num discurso sensível e intimista, Fátima Lopes transporta-nos para o universo dos mais pequenos. Como os seus vêem os dramas dos adultos, como sentem as disputas e os insultos sem sentido, como sofrem sem perceberem a razão.

 

Os nossos filhos serão sempre pequenos para receberem o grande amor que temos para lhes dar.

 

Um filho não é uma arma de ataque, mas apenas e simplesmente, um filho. Enquanto se desperdiça tempo e energia nestas guerras, desperdiça-se também a oportunidade de fazer de um filho uma pessoa feliz.

 

É pena que nem todos os pais, não tenham o bom senso em caso de separação e usem os filhos para suas próprias frustrações.      

  

sinto-me:

publicado por bebequinhas às 23:46

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007

DIARIO da tua ausência

"Quando se ama alguém, tem-se sempre tempo para essa pessoa. E se ela não vem ter conosco, nós esperamos. O verbo esperar torna-se tão imperativo como o verbo respirar. Avida transforma-se numa estação de comboios e o vento anuncia-nos a chegada antes do alcance do olhar. O amor na espera ensina-nos a ver o futuro, a desejá-lo, a organizar tudo para que ele seja possivel. É mais fácil esperar do que desistir. É mais desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder. E para quem vive a sonhar, é muito mais fácil viver." 

(Margarida Rebelo Pinto)

    

sinto-me:

publicado por bebequinhas às 11:44

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Amar Depois de Amar-te

Fátima Lopes, autora do livro Amar Depois de Amar-te, conta-nos a história de três mulheres: Filipa, Carolina e Teresa. Em cada uma das histórias podemos perceber o que cada mulher tem em comum.

Todas sofreram por amor.

Filipa tem vinte e oito anos, é uma professora bonita, inteligente e culta. Um dia conhece João, também professor, apaixona-se  e vive uma história  dramática, com discussões, cenas de ciúmes, violência psicológica, que a atormentam até a fazer perder a auto-estima é ai que ela põe um fim quando a violência passa também a ser fisica.

Carolina é uma mulher de quarenta e cinco anos, casada com Rui e não têm filhos. Partilham uma vida em comum sem darem conta do que faz falta na relação do casal, que é uma vida sexual. Aparentemente vivem uma relação perfeita mas tudo muda quando Rui reencontra Eduarda, uma antiga namorada do liceu. Carolina confronta-se com uma situação nova e que vai mudar a sua vida para sempre. Vive momentos de grande angústia, de receios e de medos, que a cada dia que passa a põem à prova. A sua vida começa a dar uma volta de 180 graus, perante as indecisões de Rui. Carolina aos poucos foi pensando um pouco mais nela e foi dando um novo rumo à sua vida. Para espanto de Rui que pensava que Carolina era uma mulher frágil e incapaz de conduzir a sua própria vida sem ele.De facto Carolina em dois meses tinha-se tranformado numa outra mulher, mais forte e menos vulnerável, aprendeu a viver sem Rui.

Teresa é uma mulher romântica casada com Diogo há seis anos, ambos têm um emprego estável em Lisboa, familia e amigos. Teresa de vez em quando gosta de surpreender o marido, o que é do seu agrado. Nada os parece destabilizar, são o grande amor um do outro, até que certo dia, quando Teresa chega a casa vinda do emprego, encontra uma carta que iria mudar para sempre a sua vida. Diogo um homem aventureiro, embora ama-se Teresa, sentia que não era aquela vida que queria viver, então abandonou tudo e foi atrás dos seus sonhos, dando assim uma explicação do seu desaparecimento repentino por escrito a Teresa. Ela nem queria acreditar no que lhe estava a acontecer, sempre acreditou que eram felizes, ficou completamente desnorteada. Para ela nao fazia sentido, Diogo fazia parte da sua vida . Com a ajuda da familia Teresa tentava superar o grande desgosto, mas o seu coração continuava com Diogo, embora se relaciona-se com João o melhor amigo de Diogo. Teresa não se sentia livre e nao descansou enquanto não achou uma resposta para a pergunta que tantas vezes fez a si própria: porquê? Então resolveu ir ter com Diogo e na volta trouxe a sua liberdade.

Neste livro há um misto de experiências, umas boas, outras menos boas.

Das Três mulheres que o livro retrata (Filipa, Carolina e Teresa), eu identifiquei-me com cada uma delas, por situações do meu passado, presente e futuro que desejo alcançar...

Um livro super interessante, ficou com vontade de ler ..não foi? Aconselho vivamente. 1 beijinho a tod(o)as leitor(es)as.

                      

sinto-me:
música: varias rfm

publicado por bebequinhas às 22:05

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

LEITURA

A leitura faz parte da minha vida. Desde muito cedo, lembro-me que na minha adolescência levar livros para a cama, já era um hábito e já nao adormecia sem ler. Revistas de fotonovelas eram as minhas preferidas!

Com o passar dos anos é uma prática que me vem acompanhando até hoje, embora a leitura já seja um pouco diferente; hoje em dia leio mais jornais, revistas e alguns livros que ache interessantese, e de há uns tempos para cá, leio livros de histórias infantis ao meu filhote que tem três anos.

Dou muita importância à leitura, pois é uma maneira simples de me manter informada e uma forma de transmitir fantasias ao meu filho, através das histórias que lhe conto, o que me dá muito prazer.     

sinto-me:

publicado por bebequinhas às 21:51

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

Juri

Nao cabia em mim de contente, com os nervos á flor da pele, que quando chegou a minha vez, fez se luz e as palavras fluiram. 

No fim nem queria acreditar, como afinal foi tudo tão facil e correu-me tao bem, que raro momento de felicidade! No fim queria agradecer esta conquista a alguem, mas

só pude agradecer aos meus formadores que me apoiaram desde o inicio e nao me deixaram desistir.

E passado a onda e o momento que foi de festa e alegria entre todo o grupo(rvcc) com quem dividir esta alegria? Só mesmo quem esteve presente neste processo poderia compreender o que eu estava a sentir!

Mais uma etapa cumprida, parte de um sonho realizado, para quando a segunda parte? pergunto eu! espero que nao demore muito tempo, pois já agora aproveitava a embalagem.

É pena a falta de condições e de apoio moral que tenho para levar avante o meu projecto de vida.

Quem sabe longe, quem sabe perto, quem sabe nunca! quem sabe????

Sobre este assunto espero vir a dar noticias...

sinto-me:

publicado por bebequinhas às 23:50

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

porquê este nome...

Porque é o nome que chamo carinhosamente ao meu bebé Miguel...

ele não gosta muito, pois é...diz que já nao é bebé e que já tem 3 anos, o meu tesouro é mesmo um bebequinhas!!!!

adoro-te Miguel

    

sinto-me:

publicado por bebequinhas às 21:51

link do post | comentar | favorito

RVCC

o meu RVCC

RVCC-Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, deu-me uma nova oportunidade, ja depois de adulta, em validar e certificar as minhas competências,que adquiri ao longo da minha vida. Competências pessoais e profissionais que estavam esquecidas e que eu julguei já não me servirem para nada. E que com este sistema são valorizadas, a nível pessoal e profissional. Tive conhecimento deste processo, numa reuniao do Centro de Emprego de Albufeira. aí fiquei a saber que poderia fazer este processo . Fiquei logo entusiasmada, mas sem mais informaçoes a cerca do mesmo, liguei para o nº das Novas Oportunidades, tirei todas as informações sobre o processo RVCC. Só tinha um obstáculo, nao havia este processo em Albufeira, assim só me restava deslocar-me para o Centro Novas Oportunidades mais perto. Foi o que fiz, fui a Lagoa, inscrevi-me, e aqui estou eu com muita vontade de ir mais além, porque aprender compensa e foi com a ajuda dos profissionais e formadores do RVCC, que encontrei neste centro , que são pessoas espectaculares e me deram apoio desde o primeiro momento, já terminei o meu processo, o que me orgulha muito. As áreas que trabalhei foram Linguagem e Comunicação( trabalhei competências ao nivel da linguagem nao verbal, leitura,escrita e oralidade) Cidadania e Empregabilidade (trabalhei competências de educação e formação ao longo da vida, relacionamento interpessoal, competências para trabalhar em grupo e competências ao nivel da minha capacidade de adaptação e flexibilidade), Matemática para a Vida( trabalhei competências ao nivel da conversão, área, perímetro, volume, equações, média moda e mediana, teorema de pitágoras) Tecnologia da Informação e Comunicação( demosntrei competências realizando os meus trabalhos no computador, utilizando os programas Word, Excel, Power Point e Internet). Todos estes trabalhos foram realizados com base em situações da minha vida. 25/09/2007

                                        

sinto-me:

publicado por bebequinhas às 21:08

link do post | comentar | ver comentários (45) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


.favorito

. porquê este nome...

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds